POEMINUTO - POESIA DIVERTE

carinho - amor - estimação - fartura - cumplicidade
foto de Carlos A. Garfias Mendoza

na reunião do CPL o Poeminuto  desta vez ficou assim:

8 poetas - um poema de 8 versos - criado em 8 minutos 

Escolha uma das palavras que está na legenda da foto e escreva um poema contendo 8 versos - deixe o seu como comentário e concorra a este livro.



O vencedor do POEMINUTO é FLAVIO MACHADO, que levará este livro na faixa. Leia os poemas no comentário

14 comentários:

  1. AMOR

    Transferes todo amor e carinho
    Encantada com o cão em teus braços.
    É teu amigo e companheiro
    das horas incertas.

    Numa vida nômade sem destino
    e sem morada certa.

    te vejo sentada na calçada abrigando no teu peito
    o pobre cão.
    Sorrindo feliz como se fosse
    ele seu amado.
    **

    Thereza Ramalho Figueiredo (poema entregue em mãos)

    ResponderExcluir
  2. Cumplicidade
    um momento de cumplicidade
    uma parceria eterna e verdadeira
    cumplicidade e paeceria
    parceria e cumplicidade
    da eterna e verdadeira parceria
    do momento de pura cumplicidade
    a eternidade e a verdade do momento
    da parceria da eterna cumplicidade

    ResponderExcluir
  3. No calor do teu regaço
    Aqueces o cão em teus braços
    Cumplicidade que não tem preço
    Justificada pelo apreço
    Que esse cuidado revela.
    A todos enleva e comove
    O amor que tu, senhora bela,
    Em teu coração promoves.

    Cida Micossi

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  5. Cumplicidade

    O cão lambe o silencio
    Enquanto o poeta esconde
    no infinito os anseios da alma.
    É ser(humano) em harmonia

    A fotografia estática&fria
    Espera pelo sorriso cru
    Que brota no instante único
    que os olhares se cruzam

    Perpétua Amorim

    ResponderExcluir
  6. DESCANSO

    Carregando você em meu colo,
    descanso da caminhada,
    fico olhando as pessoas
    que passam pela calçada.

    Ninguém percebe o carinho
    indiferentes, apressados...
    Repousas em meus braços
    sentes que és amado.

    Kedma O'liver

    (foto da mulher com o cachorro nos braços-palavra carinho)

    ResponderExcluir
  7. Sobre o colo.
    A docilidade animal.
    O cão de estimação.
    Recebe o carinho humano.
    A cumplicidade entre os seres.
    Reflete ternura.
    O sentimento de amar.
    Se expressa através dos sentimentos.

    Claudio Carmo

    ResponderExcluir
  8. Teu colo acarinha meu corpo
    Enche meu ser de puro amor
    Não posso mais respirar
    Sem esse afeto
    Que me acalenta a alma
    Que espanta o medo
    Que guarda minha pele
    E o meu segredo.
    Zenaide Abati

    ResponderExcluir
  9. Eunice Tomé18/11/2013 13:26

    Meu animal é peludo
    Seu olhar lânguido.
    Sacode o rabo e pula
    Fica indócil na gula.
    Mas como deixá-lo só
    Se é pura paixão?
    Reagimos com bondade
    Pois temos CUMPLICIDADE.

    ResponderExcluir
  10. Michaelle Werhli18/11/2013 14:43

    Com carinho, cheio de estimação
    deixei minha fartura, em nome da cumplicidade,
    deixei a saudade, deixei o querer o carinho não mais existe, que pena
    estava dentro de você.
    Hoje o amor se faz presente, não tenho mais para onde correr...
    Sinto falta sinto saudade.. de ti
    meu bem querer.

    ResponderExcluir
  11. amor

    ninguém
    separa
    a moça do cão
    o cão da moça
    cúmplices seguem
    dentro da manhã
    a moça e o cão
    o cão e a moça.

    Flávio Machado

    ResponderExcluir
  12. Por que me olham assim?
    Ah! Eu o trouxe, por que não?
    Tenho por ele muita estimação
    Faz parte de mim o meu cão
    Por que estão me censurando?
    Não deveria tê-lo trazido?
    Não! Ele não apresenta perigo.
    Está bem! Eu me retiro.

    poema de LUDIMAR GOMES MOLINA (enviado por e-mail)

    ResponderExcluir
  13. O POETA E O CÃO

    Mal-amado o trovador
    canta aos berros que o amor
    não existe, e que amar
    é fingir — mais: atuar!
    Nos seus pés o labrador
    late: "Amar, se é ser ator
    minha vida é atuar
    essa farsa que é o amor..."

    ANDRÉ FOLTRAN

    ResponderExcluir
  14. nossa que vôce é doida
    Nossa vôçe é maluca
    Nossa vôce é doida e maluca ao ao mesmo tempo
    nem tão pouco sabe a loucura
    mas se me a deste; é por soa a tal, doidiçe doçe maluca"

    carlos a.c. liberal

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.